domingo, 10 de janeiro de 2010

Esqueça o filme e preste atenção nas crianças


Alvin e os Esquilos 2

E mais uma vez Julia dominou a minha programação cinematográfica. Com todas autoridade e experiência que seus 3 anos e meio lhe permitem, sentenciou: "pai, vamos ver Alvin e os Esquilos 2"! E lá fui eu para o cinema.

É, o filme é ruim. O roteiro não é nada, as piadas seguem na linha de que é muito legal ver gente se quebrando e até os efeitos especiais têm seus defeitos. Com 5 minutos de filme, você já sabe que não quer vê-lo até o fim. Há um sopro de esperança a cada canção, pois o filme se utiliza de sucessos bem conhecidos, mas, aqui entre nós, os esquilos cantam mal.

Neste segundo filme, eles são ajudados na tarefa de cantar mal pelas Esquiletes (versão feminina do trio de esquilos). Elas cantam mal também, mas cantam melhor do que eles. São até engraçadinhas, mas irrita um pouco o fato delas serem cópias fiéis dos seus parceiros masculinos. Não precisava tanta obviedade assim...

E fui assim, me irritando com o filme até que me dei conta de que Julia estava se divertindo muito. Cantava, dançava, batia palmas, perguntava quando teriam mais músicas. Queria saber das Esquiletes e se elas iam cantar com os Esquilos. Comecei a olhar para o lado e vi que as outras crianças estavam no mesmo estado de felicidade. Ao término da sessão, a criançada saiu dançando e cantando.

Conclusão: para o público a que se destina é um filmão. Se você tem uma criança para levar ao cinema, leve-a para ver Alvin e os Esquilos 2. Ela vai adorar. Quanto a você, esqueça da tela e fique olhando para essa criaturinha dançante que estará do seu lado. Você vai acabar mais feliz do que ela.

2 comentários:

Pat Siciliano disse...

E eu assino embaixo, meu caríssimo amigo: olhar nossos filhotes cantando e dançando é a maior diversão - nesse caso, a alcunha cinema nem se aplica! Os atores nem conseguem contracenar com a animação, ou foi impressão minha?
Ah, lá se vão os áureos tempos de Roger Rabbit...

Marcio Rolla disse...

Atores????